sábado, 25 de outubro de 2008

Terra dos Corações Cuidados

(Texto de 2004) 

     Eu nunca me senti desse jeito antes... 
  Tenho sentido o prazer de viver um sentimento puro, leve, saudável e intenso. Um sentimento que me eleva, que me faz sentir feliz de uma maneira que achava que não poderia. Já perdi a noção do quanto isso cresceu dentro de mim e embora não se possa medir, se houvesse como, seria grande demais. Estou sentindo algo muito forte, algo que mexe com minha alma, sinto isso com meu espírito. Esta é a parte do amor que eu não conhecia que faltava conhecer e que pensava que não conheceria, que não me era permitido sentir. Encontrei alguém que me faz sentir incrivelmente bem, que me conquistou a cada dia e que hoje faz parte das pessoas mais importantes que tenho. Estou levando uma relação exatamente como quero: madura, aberta, com muito diálogo, respeito, cumplicidade, carinho, paixão e reciprocidade. Há uma sincronia, uma química tão grande entre nós que às vezes me pergunto: onde estávamos antes? Por que não nos encontramos mais cedo? É que tudo tem seu tempo eu sei. Antes, eu precisava sentir o outro lado nada bom disso e senti, sofri, caí, levantei e de tudo nada esqueci e ao contrário aprendi muito porque me fez uma nova pessoa, me fez crescer emocionalmente. Tenho plena consciência do que estou sentindo, é tão bom e tão pra frente. Meu coração nunca esteve tão tranqüilo, tão bem cuidado. Encontrei alguém com quem posso fazer todas as coisas. Com quem posso rir e chorar, falar sério e dizer as bobagens mais tolas e ficar em silêncio. Com quem posso ter os momentos mais agradáveis e tornar os mais simples em únicos. Nunca senti isso por ninguém. É algo para muito tempo ou para lembrar com a saudade mais bonita se um dia acabar. Tudo nesse curto tempo foi bem aproveitado. Tenho tentado agir da maneira mais correta, tenho passado a ela as coisas que sei, as poucas experiências que tive, mas o melhor é o que aprendemos juntos. Nossa relação é amável e segura e precisa manter isso juntamente com a liberdade (sem ciúme excessivo), pois acredito que liberdade e segurança são base para manter uma relação saudável. Somos parecidos nesse sentido, de como levar nossa relação e temos feito um bem enorme um ao outro. Dela tenho o apoio que preciso e ela se sente tão protegida ao meu lado. Somos fortes e frágeis. Temos nossos dias ruins, nossas horas quietas, acho importante respeitar o espaço um do outro. Viver é não ser a mesma coisa o tempo todo e acredito que uma relação também deva ser encarada dessa forma. Nada é bom para sempre nem ruim para sempre e defeitos e qualidades andam juntos e precisam ser expostos. Há que se ceder, defeitos não acabam, mas podem ser melhorados, é preciso saber lidar com eles. Se estamos juntos então compartilhamos nossas vidas, por isso precisamos fazer isso da melhor maneira. 

     Me sinto conectado com essa pessoa e nesse momento isso me faz sentir espiritualmente ligado a ela. Quando digo que alguém está conectado a mim é porque de algum jeito essa pessoa conseguiu mexer com minha alma e se alguém consegue mexer com minha alma é porque inconscientemente consegui a sentir e o mais importante a aceitar. Minha alma é a melhor coisa que posso oferecer, compartilhar com outra pessoa. É ótimo poder estar com alguém assim. Tenho ganhado muito, tenho observado novas partes em mim, partes boas, partes que acabariam se revelando assim que eu começasse a dividir minha vida com alguém. Minhas propostas mudaram, algumas opiniões mudaram, outras se fortaleceram. Nunca pensei tanto num futuro, talvez porque em outros tempos ele parecia ter um limite pra mim. Quero poder oferecer coisas boas a ela. Meu amor mudou muito e talvez tenha evoluído com o pouco que evoluí e esse amor tem entendido muitas coisas principalmente em relação às pessoas ao meu redor, as mais importantes de minha vida. Descobri que amar alguém não implica em ficar com essa pessoa o resto da vida. A vida muda muito e apesar de todo o amor nem sempre os gênios são compatíveis. Viver com alguém é um aprendizado constante de nossa própria personalidade e o segredo está em saber lidar com cada comportamento, com cada variação de humor. É difícil equilibrar sentimentos, mas é satisfatório quando se consegue. Percebi que o ato de se doar é natural e que não gosto de condições e cobranças. Manter uma relação saudável é minha preocupação. Tenho entendido que o amor deve ser celebrado. É esse sentimento que tenho consumido. Tenho me sentido preenchido e espero que esse sentimento se fortaleça a cada dia. Essa é uma nova e grande fase da minha vida, se tratando do coração e quero absorver tudo de bom que eu puder disso. O interesse que nos uniu se transformou na paixão mais saudável e a intensidade dessa paixão está nos mostrando o significado e o aprendizado de viver esse sentimento grandioso que é o amor.



Registro de Julho de 2007 (Nossos 3 anos juntos)

Registro de Março de 2014 (Comemoração de nossos 10 ciclos juntos)

****************************************************************************
Reeditado em 21/04/2015

                                

Nenhum comentário: