sexta-feira, 1 de maio de 2009

Mas é que...

(Texto de novembro de 2006)

Estou tentando te apagar aos poucos.
Apagando arquivos em minha memória. 
Riscando imagens. 
Jogando latas de tinta branca em cima delas. 
Tinta branca! ( É que estou tentando ficar em paz) 
Já não cabe mais a mim a raiva que resultou de teu desprezo nem me zunem aos ouvidos o som das palavras que imaginei ter adotado com tuas tão preciosas avaliações.  

Estou tentando te apagar aos poucos. 
Como naquele filme que assistimos quando ainda éramos amigos. 
Aquele filme em que rimos por não termos de fato entendido. Inteligência lerda!
Entretanto, erro ao tentar apagá-la de mim. 
Mas é que não a reconheço em minhas lembranças, exceto (pelo diagnóstico do momento) naquela pose “de costas” em uma fotografia de um carnaval longínquo. Não teria pose melhor para explicar esse sentimento. 
Sinto-me traído pelas frases que acreditava tanto quando saiam de tua boca em nossas antigas tão boas conversas. 
Sinto-me abatido pelo grande estrago que causou a minha condição emocional. 
Sinto-me mudo pelas coisas que deveria ter gritado em frente a seu rosto ainda que meu coração ultrapassasse 340 batimentos cardíacos. 
Sinto-me extremamente enojado. 

Estou tentando te apagar aos poucos. 
Meu amor diminuiu, mas ainda a amo. 
Desejei tua queda, mas ainda torço para que encontre teu caminho.
Quis que tivéssemos um ao outro novamente, mas prefiro mesmo o afastamento. 
Confusão reconhecida! 
Mas é que estou mesmo tentando te apagar aos poucos e não sei ainda como lidar com isso
Jogou-me para fora de sua vida.
Esnobou-me por ter conseguido outros amigos. 
Ignorou-me ao precisar de sua ajuda.  
Preciso te apagar aos poucos. Deletar tua voz. 
Comecei rasgando as cartas. Destruindo os cartões. 
Recortando as fotos. Recuando ao teu nome. 
Mas é que não é tão fácil assim . 
Todo esse tempo perdido, não recuperado e já acabado.
Minha mágoa é temporária, a cicatriz é que fica.
Esqueça mesmo de voltar e vá em paz. Seja feliz!
É que realmente estou tentando te apagar aos poucos mas ainda não sei se irei conseguir.