domingo, 9 de fevereiro de 2014

Ele


Vez por outra ele precisava de sua solitude.
...
Vez por outra precisava ter muitas relações sociais.
...
De vez em quando, necessitava voltar a falar suas frases no singular.
...
De tanto falar "nós", ele tinha medo de perder-se de si mesmo.
...
Ele poderia surtar por não poder mais ter espaço para ser apenas ele.
...
Ele tinha o cuidado de tentar não magoar o outro, por conta de seus desejos.
...
Ele já havia perdido a esperança  sobre o entendimento pleno do outro sobre o seu jeito de ser.
...
De vez em quando, ensaiava viagens solitárias sem sucesso.
...
Seus desejos eram na verdade tão simples, sua mente complicava tudo.
...
A vontade de estar sozinho mais vezes do que de costume, estava ali na verdade para salvar as suas relações.
...
Antes que ele desistisse.
...
Antes que o sentido se perdesse.
...
Tempo solitário e tempo em conexão equivalia a felicidade.
...
Na maioria das vezes, enquanto estava em seu trabalho, ele pensava que sua vida poderia ser outra.
...
Vez por outra se deixava sonhar. Não muito.
...
Todo o tempo, pensava em liberdade.
...
Ou teria mais liberdade ou abandonaria a si mesmo.
...
Ou abandonaria a si mesmo.
...
Todo o tempo, ele pensava em liberdade.
...
Todo o tempo, ele pensava.